ATENÇÃO! ESTE É UM ASSUNTO POLÊMICO!

Provavelmente você já deve ter lido alguma fanfic que retratam e apoiam esse assunto polêmico e muitos outros, como suicídio, racismo, etc.

Mas hoje, eu quero falar especificamente de um: ROMANTIZAÇÃO DO ABUSO SEXUAL.

Isso mesmo!

A romantização do abuso sexual nas fanfics.

Não se pode negar que o índice de casos de estupro e feminicídio cresceu no Brasil nos últimos anos e que isso veio acompanhando de uma alta nos livros e escritos sobre o assunto.

Todavia, muitos escritores profissionais e amadores têm discorrido sobre isso de uma maneira muito amorosa e romântica, como se isso fosse algo banal e até mesmo “de boa”.

Já li até alguns textos em que o autor considerava o ato como “toda forma de amor” (tudo tem limite né galera, pelo amor de Deus)

Sabemos que é muito complicado escrever sobre isso e ainda encarar o fato de que vivemos numa cultura onde tamanha violência é quase sempre banalizada.

Esse é o tipo de acontecimento que sempre gera discussão nos grupos das redes sociais, pois é saudável entender e ler a opinião dos outros membros sobre abuso sexual nas fanfics e histórias originais.

E qual é o meu objetivo?

Eu acho que vocês devem estar cansadas de ler sobre o assunto, mas nunca é demais lembrar que as coisas não vão nada bem.

A indústria pornográfica: surrealismo do sexo

man and woman lying on bed
Foto por W R em Pexels.com

Meninas, adolescentes, jovens, adultas e mulheres maduras sofrem assédio sexual diariamente em praticamente qualquer lugar. O abuso sexual é real no mundo inteiro.

Não diferencia classe social, cor, profissão ou nacionalidade. O estupro é um crime terrível, cruel, doloroso, hediondo. É um trauma para a vida inteira.

Você pode ajudar, acolher e cuidar da mulher que sofreu o abuso, mas ninguém jamais será capaz de fazer aquela mulher esquecer o que aconteceu.

E não podemos esquecer que muitos meninos também sofrem esse tipo de violência nas escolas, nos quartéis e becos escuros por puro preconceito e vocês sabem do que estou falando.

Há algum tempo, no grupo do Nyah! Fanfiction, um dos membros fez uma publicação sobre romantização do estupro e outras formas de abuso.

Ele havia recebido alguns comentários de leitoras dizendo que nos animes do gênero Hentai e em produções pornográficas, os personagens e atores envolvidos parecem estar sentindo prazer com aquele tipo de prática sexual.

Alguns membros do grupo disseram que esses leitores pensam isso porque a indústria do entretenimento fortalece essa ideia.

E, de fato, isso é o que acontece. Na indústria pornográfica, por vezes, a mulher é tratada e exibida como um objeto e o homem pode fazer o que bem entender com ela.

Em diversos filmes pornográficos, as atrizes parecem realmente gostar do que está acontecendo, mas lembrem-se tudo aquilo É SÓ UM FILME.

Quem garante que aquela relação está sendo prazerosa? Quem garante que não está machucando? Por que aquela mulher está produzindo um filme desses? Isso nós não sabemos e nem podemos dizer.

Em sua maioria, pode-se dizer que o sexo do entretenimento é diferente do sexo na vida real.

É surreal dizer que uma mulher, empresária, dona de casa, ou seja lá o que for, consiga reproduzir as ações de uma atriz pornô com seu marido na cama.

Ao tentar reproduzir uma cena obscena dessas muitos casais já foram parar em hospitais devido à lesões graves decorrentes do ato sexual. (pasmem, matérias relatam casais que ficaram grudados durante o sexo e foi necessário cirurgia para separá-los)

Uma matéria escrita por uma médica publicada em 2015 que recebeu no consultório dela muitas meninas de 12, 13, 14 anos com lesões internas por causa dessas práticas sexuais violentas feitas com os próprios namorados.

Por quê?

Porque esses homens aprenderam que podem fazer o que quiserem com o corpo de uma mulher, mesmo que ela não queira. E elas foram ensinadas que devem proporcionar prazer aos seus parceiros sem nem questionar se isso é o correto ou não.

Precisamos falar abertamente sobre educação sexual. Precisamos de  aulas significativas, maduras e abertas sobre sexo nas escolas.

Ninguém disse para essas meninas que elas simplesmente poderiam dizer NÃO? Sabemos que a sociedade “educa” de maneira errada e que essas meninas e meninos não sabem se defender. O problema é muito maior e mais complexo que ler/assistir Hentai, Yaoi e Yuri.

Então eu peço a vocês: NÃO glorifiquem estupradores.

Não defendam esses agressores e abusadores, mesmo que eles sejam famosos ou os ídolos de vocês.

NÃO romantizem o estupro e o abuso sexual nas suas histórias.

Nem mesmo se for para obter muito sucesso com sua obra.

NÃO confundam relacionamentos abusivos com amor.

Coringa e Arlequina, Lolita e Humbert.

De uma forma ou de outra, elas foram vítimas.

Não apoio censura. Sou totalmente a favor da liberdade de escrita, mas entendam que romantizar algo tão sério é errado.

Já pensaram que uma vítima de abuso sexual pode ler a sua história e sentir nojo, ódio e medo de você por estar escrevendo que uma pessoa gostou de ser forçada a fazer sexo?

Reflita.

gif-sheldon-cooper-the-big-bang-theory-Favim.com-370980

Comentem aqui… O que vocês pensam a respeito? Que outros temas polêmicos vocês já leram em fanfics e livros famosos?

Sua vez,comenta aí

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s